Literatura – Jantar Secreto



Miguel, Hugo, Leitão e Dante, quatro amigos de uma cidadezinha do interior chamada Pingo D’água vão começar sua jornada no Rio de Janeiro.

Eles passaram em boas faculdades, conseguiram um bom apartamento e tem esperança de conseguir se tornar bem sucedidos em suas carreiras.

Criaram uma rotina e as coisas vão seguindo seu curso, todos se formam, com exceção de Leitão que resolveu abandonar a faculdade, mas os planos que eles fizeram não estão dando certo como eles imaginaram. As carreiras estão estagnadas, ninguém quer dar oportunidade pra garotos recém formados e Leitão, o único dos três que não é formado, passa seus dias em frente ao computador se tornando mais obeso a cada dia.

Pensando em deixar Leitão mais animado, os amigos resolvem contratar uma garota de programa como presente de aniversário pro amigo, mas o que eles não contavam é que Leitão se apaixonaria por Cora, a mulher mais interessante desta história, e gastaria todo o dinheiro que possuía, incluindo a parte dos amigos do aluguel, para bancar suas aventuras sexuais.

Devendo muito mais do que possuíam e correndo o risco de serem despejados, Hugo, que é chef de cozinha, tem a ideia de fazer jantares pra arrecadar o dinheiro que precisam. Como o jantar é secreto, com assentos contados e pra pessoas da alta sociedade, em pouco tempo eles conseguiriam quitar suas dívidas e ainda sobraria uma grana pra cada um deles.







Com tudo acertado, eles deixam a cargo de Leitão fazer o cadastro no site do Jantar Secreto e divulgar o evento como uma tentativa de consertar o que ele fez, mas Leitão resolve colocar no cardápio carne humana pra preencher rapidamente as vagas do evento, e o que tinha começado somente como uma brincadeira, acaba se transformando numa realidade perturbadora.

Jantar Secreto é o tipo de livro que joga na sua cara todas as hipocrisias do ser humano. É o tipo de livro que te faz questionar seus valores e te faz pensar se o ser humano é realmente diferente dos animais que são abatidos todos os dias pra suprir o mercado de carne. Afinal, o que nos faz melhores?

Durante a narrativa confessa de Dante, Raphael trás a tona muitos problemas sociais, culturais e emocionais. Através dos olhos desse personagem que sabe que está errando, mas que não sabe como voltar a trás, ou pior, não sabe se quer voltar a trás, podemos enxergar a ganância, a soberba e a linha tênue entre o que é certo e errado sendo cruzada. O que me fez pensar até onde se pode ir pra atingir seus objetivos, seus sonhos, sem impor limites.

Foi o meu primeiro contato com esse autor brasileiro de suspense e posso dizer que achei sua história muito bem amarrada, cheio de humor negro, plots interessantes e cenas fortes, daquelas que te fazem fechar o livro e respirar antes de continuar a leitura.

Cora foi de longe a minha personagem preferida, psicopata, bem resolvida, otimista e boa pra guardar segredos, daquelas pessoas que mandam um foda-se pro pensam dela. Foi muito interessante e perturbador ver como ela lidava com as várias situações descritas ali, como se tudo fosse normal, como se

Super recomendo essa leitura, uma boa oportunidade de incluir bons autores nacionais nas suas metas de leitura desse ano, com certeza foi uma das minhas melhores leituras de 2017.

Nenhum comentário