Frases Soltas: Série - Stranger Things

25 de julho de 2016

Série - Stranger Things



Nesse cinco anos que eu tenho de blog, nunca indiquei séries pra vocês, bem meus queridos, isso vai mudar hoje, venho indicar pra vocês Stranger Things.

Acho que vocês já devem ter ouvido falar dela, ter visto no seu feed do facebook, no twitter ou algo assim. Ela é a série queridinha do momento porque tem toda uma vibe de série e filmes dos anos 80, naquele ritmo de aventura de sessão da tarde sabem? Me ganhou já no piloto.




Stranger Things conta a história de Will, um garotinho apaixonado por Dungeons and Dragons e Tolkien, que depois de uma longa partida de 10 horas de RPG com seus amigos, desaparece misteriosamente na volta pra casa de bicicleta.

Ninguém sabe onde ele foi parar, e só vão dar por falta dele no dia seguinte. Seus amigos e sua família decidem procurá-lo, e quando já não tem mais esperanças de encontrá-lo com vida, coisas estranhas começam a acontecer, indicando que aquela cidadezinha tem mais segredos do que seus moradores imaginam.




Existem vários núcleos que foram muito bem explorados nessa série, o grupo de crianças corajosas que encaram de frente qualquer desafio, o grupo de adolescentes que convive no colegial entre namoros e briguinhas, a mãe solteira que batalha pra sustentar seus filhos, teorias da conspiração envolvendo o governo, um toque sobrenatural e uma garotinha iluminada digna de filmes de ficção científica.



O que mais impressiona nessa série, no entanto, é o apanhado de referências e homenagens incluídas na história. É tanta coisa que mal dá pra nomear, conforme assistimos temos a nítida sensação de déjà vu, como se já tivéssemos visto aquilo antes em algum outro lugar. Filmes como Conta Comigo, ET, Poltergeist e Os Goonies são claramente homenageados aqui, fora que, em vários momentos, eu senti que estava dentro de uma história do Stephen King, principalmente na cena do estilingue, me veio logo IT na cabeça com o seu Clube dos Perdedores tentando derrotar Penywise.

O elenco é realmente muito bom, liderado por Winona Ryder, ícone dos filmes dos anos 80 e seguido por um cast incrível de crianças talentosas.



A trilha sonora então, nem se fala! Cheia de clássicos como Television, The Clash, The Bangles e New Order. A Playlist oficial da série feita pela Netflix está logo abaixo, só clicar e deixar rolar a nostalgia.




O site Vulture fez um glossário de A a Z com várias referências que podem ser percebidas na série. O site está em inglês mas vale a pena dar uma olhada.



A campanha de divulgação da série na Comic Com foi muito interessante. Colaram por lá cartazes informando que Will estava desaparecido. Os mesmos cartazes que vimos a mãe e o irmão mais velho do garoto fazendo na série para ajudar nas buscas.



Se você ainda não assistiu, corre! A primeira temporada só tem 8 episódios, dá pra maratonar tranquilo. Produção da Netflix, que diga-se de passagem, está mandando muito bem!

Só tenho elogios pra essa série. Vou deixar o trailer com vocês, e assistirem me contem o que acharam J


comentário(s) pelo facebook:

2 comentários:

  1. Sem palavras em relação a essa série. Me surpreendeu do inicio ao fim... Fiquei em duvidas se via ela ou não.. quando comecei, não quis mais parar. É extremamente viciante. :D Aguardo ansiosamente a segunda temporada!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também estou ansiosa. Ainda bem que a Netflix já confirmou, só não tem data de estréia ainda.Ela é realmente muito boa!

      Excluir