Frases Soltas: Literatura – Em Algum Lugar Nas Estrelas

11 de julho de 2016

Literatura – Em Algum Lugar Nas Estrelas


Jack é um garoto de 14 anos que perdeu recentemente a mãe.  Seu pai, um oficial da marinha que já estava há um bom tempo longe de casa, decide matricular o garoto num internato para filhos de militares, por não saber muito bem como lidar com a situação inesperada.

No internato Jack conhece Early, um garoto órfão e muito diferente dos outros garotos que estudam ali. Early é muito organizado e metódico e não assiste á nenhuma aula que vá contra os seus princípios e suas crenças, o que faz com que o garoto seja um solitário.



Jack está tentando se adaptar a uma vida onde tudo é novo, tentando lidar com a falta de sua mãe enquanto começa uma busca interna para saber quem ele realmente é e o que quer pra si, e enquanto tenta se adaptar á tantas coisas novas, acaba descobrindo durante uma atividade do internato, que praticar remo pode ajuda-lo a se distrair dos problemas, e que Early pode ser um bom instrutor nisso.

Juntos eles começam a consertar o barco de Jack, mas durante a competição de remo, Jack acaba dando uma bela mancada com Early, fazendo com que a amizade dos dois ficasse abalada.

Para se redimir com o amigo, Jack decide acompanhar Early numa expedição, e através de uma jornada em busca de PI, um homem enigmático, que mistura em sua historia mitologia, astronomia e matemática, usando os números de Pi (3,14) que Early parece dominar o cálculo tão bem, Jack vai descobrir o valor que tem uma amizade verdadeira.





Jackie é quem dá voz á esse livro, mas Early é um personagem muito interessante. Com seu dom de calcular os números de PI e vê-los com tantas cores e significado, ele deixou tudo inesperado, e sem saber do que ele seria capaz durante a jornada ficou praticamente impossível prever os acontecimentos dessa história.



Em Algum Lugar nas Estrelas é um livro muito emocional, fala da dor da perda de alguém amado, da busca por autoconhecimento e redenção, fala de esperança, autismo, saudade, amor e da falta dele, deixando o leitor tocado por tantos acontecimentos e ao mesmo tempo curioso por saber onde a aventura desses dois garotos, que ao mesmo tempo são tão parecidos e tão diferentes, vai acabar.

A edição está linda, capa dura, folhas amarelas, marcador de cetim e um marcador extra em formato de círculo, que de um lado trás as constelações e do outro o esquema de como Early escolhe as músicas que vai ouvir durante a semana.




Terminando a leitura pude entender a hype em torno desse livro, sem dúvida é uma história que aquece o coração, e se você ler ouvindo a playlist do Spotify, ao som de Mozart, Sinatra e Billy Holiday, pode ter certeza que a sua experiência de leitura será mais rica ainda.

Recomendo!



comentário(s) pelo facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário