Frases Soltas: Exposição - O Mundo de Tim Burton

21 de março de 2016

Exposição - O Mundo de Tim Burton


Este final de semana fui á exposição O Mundo de Tim Burton que ocorre no MIS (Museu da Imagem e do Som) até o dia 15 de Maio. Logo na entrada do Museu, no deparamos com uma fachada muito legal anunciando a exposição, podemos ver também uma escultura feita num arbusto que nos faz lembrar tanto de Alice no País das Maravilhas como das esculturas feitas pelo Edward no filme Edward Mãos de Tesoura.

A exposição é bem focada no Tim Burton artista, trazendo uma série de desenhos feitos por ele, pinturas, cartoons em guardanapos, poemas, cartas, tudo naquele estilo gótico, dark que é conhecido pelos fãs do diretor. O nome da exposição não poderia fazer mais sentido, porque entramos de fato no mundo particular de Tim, e o que pode ser considerado por muitas pessoas sombrio e bizarro, pra mim foi muito interessante e enigmático.









Uma das partes legais da exposição é que você pode escolher descer o andar de escada ou em um escorregador preto que lembra muito um toboágua, muito adulto virou criança de novo ali, impossível não chegar embaixo com um sorriso nos lábios, então, não seja chato e desça pelo escorregador, viva a experiência da exposição.

Outra coisa legal é uma parede preta cheia de desenhos, nos olhos dos monstrinhos tem algo como um olho mágico, observando por eles, você pode ver alguns quadros escondidos, então, preste atenção nos corredores escuros.

Infelizmente não é permitido fotografar nem filmar, um pedido feito pela equipe do Tim ao Museu, então as fotos que eu trago nesse post são as fotos oficiais. As únicas fotos permitidas são a da entrada da exposição na boca da criatura e do lado de fora. Se isso é bom ou ruim, depende do ponto de vista, tudo tem dois lados então, achei ruim porque não pude fotografar pra postar, mas por outro lado foi bom porque quando não se tem a preocupação de fotografar, você pode observar com mais calma o que está exposto, e evita o estresse com as pessoas sem noção que entram no meio das suas fotos.

A exposição está bem interessante, as imagens das criaturas de Tim são bem impactantes, algumas pessoas que não são muito familiarizadas com o trabalho do diretor e que estavam ali como acompanhantes exclamavam à todo momento “minha nossa!” ou “que bizarro!” e isso foi particularmente engraçado pra mim. Só senti falta de um espaço maior dedicado aos filmes, comparando com a exposição do Kubrick, essa foi muito pequena. Não vi figurinos, tinha poucas maquetes e muitas filas, pra observar tudo com calma a pessoa ansiosa aqui precisou de uma dose extra de paciência, me senti como em uma das muitas exposições de arte que eu tenho ido ultimamente, as pessoas olhavam os desenhos como se estivessem vendo um Picasso, um Miró, uma Frida, consequentemente passavam muito tempo admirando o mesmo desenho, e a fila não andava. Então, não seja bobo, na entrada nos instruem a não pegar as filas porque não é necessário, você pode circular livremente pelos andares, vale a pena ver o que está mais vazio primeiro e depois voltar e ver os desenhos e esculturas que formaram a fila gigante.

A lojinha do museu está um pouco pobre de artigos do diretor, segundo um dos funcionários, a maioria das coisas no tema foi comprada nas primeiras semanas, mas ainda dá pra encontrar xícaras dos filmes a R$29,90, alguns DVDs e o livro O Triste Fim do Pequeno Menino Ostra e Outras Histórias, que vem com um marcador fofinho também a R$29,90. Quem estava fazendo dinheiro era o cara da barraquinha na frente do museu, vendendo camisetas de Alice, Jake e Sally a R$45,00. A falta de preparo de uns é o ganho de outros J.

Às terças feiras a entrada é gratuita, para comprar pela internet é melhor baixar o aplicativo do Ingresso Rápido, porque os ingressos estão sendo liberados por lotes e o site geralmente trava por causa dos muitos acessos ao mesmo tempo. Comprei antecipado na internet pagando R$ 40,00 a inteira mais taxa de conveniência de R$ 7,20, na bilheteria a inteira está R$ 12,00, o que eu achei uma bela mancada da organização, diferença de preço é gritante. Não é necessário imprimir os ingressos quando a compra é feita pelo aplicativo, dá pra entrar mostrando o QR Code.

A exposição está muito bonita e se você é fã de Tim, vale a pena visitar. Só não faça como eu que não pesquisei o preço antes e paguei bem mais caro, compensa de verdade encarar a fila da bilheteria e comprar lá.

Espero que tenham gostado da dica! Bom passeio!




comentário(s) pelo facebook:

2 comentários:

  1. Caramba, Flavinha! Lembro de que você comentou sobre essa exposição. Queria muito que ela viesse para o Rio. Semana passada fui à exposição Frida Kahlo, Conexões Entre Mulheres Surrealistas no México. Achei incrível!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dani! Que legal que as exposições que estão acontecendo aqui estão indo praí tb :)

      Infelizmente não sei se essa vai, mas to na torcida, depois me conta se ela for.

      Beijinhos!

      Excluir