Frases Soltas: 32 to 33.

29 de novembro de 2015

32 to 33.



Esses 32 anos foram muito intensos pra mim. Descobri muito sobre mim mesma e sobre as pessoas ao meu redor, sobre o que me faz feliz de verdade e sobre os gatilhos que despertam em mim a vontade de sumir.

Pessoas incríveis começaram a fazer parte da minha vida e muitas outras que já estavam, permaneceram e aqueceram meu coração. Tive vários problemas de saúde que me lembraram que eu não sou a Mulher Maravilha, e que eu nunca vou dar conta de tudo, eu sou frágil, e quer saber? Tudo bem :)

Observei com cuidado as coisas pequenas que fazem parte da minha vida, cheirei mais flores, olhei mais o céu, espalhei coisas geeks na minha mesa do trabalho, porque essa é a mulher que eu sou.

Levei em consideração críticas que me fizeram crescer e descartei os comentários maldosos, fiquei super loira e pintei a boca  as unhas de vermelho, e por que não?

Li muito, ouvi muita música boa e outras nem tanto, fui a exposições, fui ao cinema várias vezes, fui a uma feira de games, bebi vinhos, senti o cheiro gostoso do café feito pelo marido na cozinha de manhã.

Me senti amada como em nenhum outro ano da minha vida, pelo meu marido e pelos meus filhos, pelos meus pais e pelos meus irmãos, mas por mim mesma foi outra história... Me critiquei demais, gastei demais, comi demais, me cobrei demais, fiquei triste por besteira e remoí muitos sentimentos negativos.

Agora, quero fazer as pazes comigo, deixar as merdas pra trás, me aceitar mais, respeitar melhor os meus limites, aprender a mandar ir a merda quem merece, me distanciar de pessoas tóxicas, só ficar perto de quem faz meu coração pular.

Meu ano novo começa agora, e que seja doce :)



comentário(s) pelo facebook:

Um comentário:

  1. Parabéns, Flavinha!! =)

    http://the-dearest-room.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir