Frases Soltas: Voltando, de mansinho...

1 de outubro de 2015

Voltando, de mansinho...



Domingo, observando a chuva caindo na minha janela, fiquei pensando sobre quanto tempo faz que eu não admiro os pequenos milagres do meu dia.

Ver a água caindo me trouxe um sentimento gostoso de nostalgia. Lembrei de um tempo em que eu tomava banho de chuva de camisola, descalça no quintal, com o vento frio batendo na pele. Esse contato com a natureza me deixava mais leve, como se a chuva pudesse lavar todo o peso que eu carregava naquela época.

Quem me via, achava que eu era louca, mas analisando isso hoje, eu consigo ver um pouco de poesia e beleza nessa conexão que eu tinha com o que era simples e verdadeiro.

Ainda hoje paro no meio do caminho pro trabalho pra admirar uma flor, ou fotografar uma árvore que está florindo em pleno inverno, mas não sou mais como eu era antes, essa conexão que eu tinha se perdeu, e eu acho uma pena, pois o mundo em que eu vivo hoje é muito cinza, muito mecânico e repleto de pessoas frias.

Me pareceu na hora que essa conexão com o simples era exatamente o que eu precisava, então, esperei meus filhos dormirem e abri a janela do quarto pro frio entrar. E foi engraçado como o efeito do frio na minha pele e as pequenas gotas de chuva que caíram sobre o meu rosto me fizeram voltar no tempo e me sentir com vinte e poucos anos outra vez.

Não saí pro quintal como quando eu era mais nova porque a idade quando chega nos impõe um limite estranho sobre fazer coisas impulsivas por medo de ser vista e julgada como boba, mas ainda assim, me senti como eu mesma, admirando essa força e energia que muitas vezes nos é imperceptível.

Tenho feito algumas mudanças na minha vida e voltar a me conectar comigo é uma muito importante. Por isso me afastei daqui um tempo, e agora estou voltando. Precisava de mais tempo pra mim, pra observar as coisas simples, pra conversar comigo mesma, pra ficar sem fazer nada e tomar banho de chuva. Sem cobranças, sem responsabilidades, sem escrever por obrigação.

Estou de volta, um pouco mais eu.


comentário(s) pelo facebook:

2 comentários: