Frases Soltas: Top 10 - Dicas Pra Visitar Exposições

7 de outubro de 2015

Top 10 - Dicas Pra Visitar Exposições



1.Verifique a Classificação – Se você planeja levar crianças ou adolescentes, é bom pesquisar antes as obras do artista ou o conteúdo da exposição. Tem expositores que não se adéquam a crianças e adolescentes, e fica complicado dar viagem perdida e gastar dinheiro a toa. Foi assim na exposição do Picasso e a Modernidade Espanhola, muitos pais estavam voltando pra casa com os filhos e planejando voltar outro dia, pois não dava pra ver com os filhotes os quadros no tema Bacanal con Minotauro.
2.Levando a Galera – Exposições, especialmente as de arte, podem ser cansativas (entediantes) pra pessoas que tem pouco contato com esse universo. Então, avise sua companhia com antecedência pra que ela possa se interar um pouco do assunto. Não há nada pior do que ir com pessoas que ficam apressando, ou fazendo cara de “o que eu estou fazendo aqui?”. O passeio deixa de ser prazeroso pra todo mundo. Se não houver ninguém que possa te acompanhar, vá sozinho, é sempre bom passar um tempo consigo mesmo fazendo o que se gosta.
3.Verifique se tem compra antecipada – Geralmente os museus liberam a compra pela internet quando o expositor é muito famoso ou quando a demanda vai ser grande. Ainda que o expositor não seja nenhuma celebridade, é muito mais prático chegar com o ingresso na mão e evitar ficar na fila pra compra de ingressos. Eu não comprei pela internet quando fui pra Exposição do Castelo Rá Tim Bum e fiquei na fila das 6 da manhã até as 13!!!! Então aprendam com o erro da chatinha aqui, imprima seu ingresso o site e não passe aperto J
4.Não consegui comprar pela internet, o que eu faço? - Se por algum motivo você não conseguir comprar ou imprimir seus ingressos no site, chegue com pelo menos meia hora de antecedência pra comprar os ingressos. É sempre bom verificar na internet antes de sair de casa (face, twitter) se alguém está postando sobre o tempo na fila, assim você já sabe o que esperar. Se for uma exposição que estiver bombando, vá munido de água, uma bolachinha, guarda chuva e muita paciência, pois a compra (ou a entrada) pode levar horas, depende muito de que obras estão sendo expostas.
5.Cuidado com a faixa! – Fique de olho se na frente da obra não tem uma faixa no chão. Se não tiver, tudo bem chegar bem pertinho e observar todos os detalhes, agora se tiver, fique atrás da faixa, assim você evita levar um belo esporro dos seguranças. A faixa geralmente é colocada quando a obra é frágil ou possui grande valor cultural ou financeiro.
6.Tirando fotos – Infelizmente alguns museus não permitem tirar fotos das obras, então é sempre bom se informar logo que entrar na exposição. Se fotos forem permitidas, evite tirar com flash, pois pode prejudicar o que está sendo exposto, especialmente quando se trata de quadros.
7.Mão boba – A menos que a exposição seja interativa, tocar quadros e esculturas nunca é permitido, então por favor, não pague o mico de ser expulso do lugar porque tentou fazer uma fotinho sem noção pro Instagram/ facebook. Se você levou os pequenos, fique atento pra que eles não esbarrem sem querer e acabem causando uma situação embaraçosa ou um prejuízo financeiro.
8.Não seja sem noção – Não seja mal educado e pare na frente de quem está observando a obra, espere a sua vez, exposições são passeios pra serem feitos com calma, você vai conseguir ver tudo, respire e espere. Deixe o celular no vibra, se for ouvir música leve fones, fale baixo, não solte pum perto de ninguém, não acelere ninguém, e se não estiver gostando não fique falando mal do artista ou do lugar, simplesmente vá embora, ninguém é obrigado, nem você J
9.Não tente entender, só sinta – Se você está começando a se aventurar no mundo das exposições de arte, não tente entender tudo logo de cara, só observe os quadros e admire, sinta a energia do lugar, goste de algo que vai te fazer se sentir bem, e se você sentir que essa é uma atividade que aqueceu seu coração, pesquise um pouco sobre a vida do artista, veja se o quadro que você gostou tem algum significado importante, é interessante se aprofundar um pouco além da exposição. Você pode descobrir coisas fantásticas!
10.A Lojinha do Museu – A maioria dos museus tem lojinhas e uma visita no final da exposição é super válida. Lá você pode encontrar livros, CDs, camisetas, botons, canecas, marcadores de livros, cartões postais, enfim, uma infinidade de besteirinhas que a gente ama comprar pra entulhar em casa. Só fique de olho nos preços, algumas dessas bugigangas podem ser bem caras J.


Em breve vou postar aqui fotos das ultimas exposições que eu fui (Kandinsky e Miró). Se você nunca foi em uma exposição de arte e quer experimentar, no Instituto Tomie Ohtake está em cartaz a Exposição “Frida Kahlo – Conexões entre mulheres surrealistas do México”, e o mais legal é que às terças feiras é grátis!


Espero que essas dicas tenham sido úteis pra vocês J



comentário(s) pelo facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário