Frases Soltas: Resenha: A Menina Mais Fria de Coldtown

19 de junho de 2015

Resenha: A Menina Mais Fria de Coldtown





































Tana é uma adolescente típica de um mundo pós apocalíptico. Cabelos pretos cacheados, maquiagem pesada, vestidinhos que mais lembram lingerie. Ela não faz o estilo mocinha em perigo, pelo contrário, ela faz o que tem vontade, na hora em que tem vontade, ainda que seja pra provocar seu ex namorado.

Quando sua melhor amiga vai para um acampamento, ela se vê obrigada a ir sozinha a uma festa numa casa de fazenda, repleta de adolescentes da escola, só pra se distrair. Lá, ela acaba bebendo demais e ao se deparar com o seu ex namorado, resolve se esconder no banheiro, a fim de evitar situações desagradáveis.

Por ter ficado muito tempo lá, ela acaba pegando no sono dentro da banheira, e quando acorda, já amanheceu. A casa está super silenciosa, mas até então, nada de anormal, afinal, todas as festas que ela foi acabaram dessa forma, com adolescentes de ressaca, dormindo. Mas dessa vez é diferente, os amigos de Tana não estão dormindo, eles estão mortos. Enquanto a garota dormia na banheira, vampiros atacaram a casa, e a festa virou um banho de sangue. Os únicos sobreviventes são Tana, seu ex namorado Aidan que está acorrentado numa cama, mordido (infectado), e um vampiro misterioso que também está acorrentado.


Num impulso, Tana salva os dois, mesmo sabendo que corre grande perigo, e os três decidem ir para Coldtown, uma fortaleza que abriga não só vampiros, mas também humanos e pessoas infectadas. O único lugar que pode manter Tana segura até que ela tenha certeza se está infectada como Aidan ou não.









O livro conta o caminho de Tana até Coldtown, mostra o sistema dentro da quarentena, tem vários flashbacks sobre a vida da garota, mostra a família dela e a trágica infecção da mãe, mas infelizmente, a história não me prendeu. Eu esperava muito mais de um livro de vampiros, eu sempre espero mais de um livro de vampiros rs.

Achei que faltaram mais cenas de romance. O beijo que aconteceu foi um dos mais interessantes que eu já li, mas a interação do casal principal não me convenceu, nem a reviravolta, achei esse clímax muito forçado.

O final do livro deu a entender que terá continuação, espero que tenha mesmo pra que as pontas soltas sejam amarradas e eu possa ver um pouco mais do casal que tem de tudo pra cativar os leitores.

Como vocês puderam ver nas fotos, a edição da Novo Conceito está linda, os tons da capa, a diagramação, as folhas amareladas que não cansam a vista, quando você menos perceber, já terminou a leitura.


O livro é interessante, mas pra mim, deixou um pouco a desejar, enredo fraco, personagens que não cativam, não em conectei com nenhum deles, por isso só vou dar duas estrelinhas L




comentário(s) pelo facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário