Frases Soltas: Resenha: Noites em Florença - Livro 0,5 - O Príncipe das Sombras

23 de março de 2015

Resenha: Noites em Florença - Livro 0,5 - O Príncipe das Sombras

O Príncipe de Florença tem sede de vingança. Suas ilustrações de Botticelli que tinha sido roubadas há muito tempo atrás estão sendo expostas no museu em Florença, o proprietário nada mais é que Gabriel Emerson, um professor com fama de arrogante e sua mulher Julianne, uma mulher magra e frágil, que em sua visão, é influenciada negativamente pelo marido. O Príncipe planeja secretamente assassinar os Emersons, porque os considera tão ladrões quanto os que o roubaram pela primeira vez. Depois do assassinato cometido, ele pretende entrar furtivamente no museu e recuperar suas obras de arte, o que será muito fácil visto que ele é um Antigo, um ser sobrenatural que comanda o Principado de Florença.

Ao tentar colocar o seu plano em prática, o Príncipe acaba percebendo que os Emersons não são tão ruins quanto ele pensava. Existem uma relação de amor, felicidade e entrega muito grande por parte dos dois, e fica óbvio que Julianne é a Luz de Gabriel, aquela que tirou ele do mundo sombrio em que vivia. O Príncipe fica fascinado pela relação dos dois, e também enciumado e ressentido por não ter ninguém assim em sua vida quando observa os dois se amando escondidos num dos corredores do museu (cena presente em A Redenção de Gabriel – resenha em breve). Por causa desse fato, ele decide poupar Julianne da morte, mas não do sofrimento de ver seu marido morrer.

Mas o destino é caprichoso, e muda o curso dos planos do Príncipe, ele sofre um atentado, e seu foco muda, agora ele terá que defender seu principado e proteger sua própria vida, os Emersons ficam em segundo plano, um plano que será colocado em prática quando terminar a guerra que será travada entre os sobrenaturais.

O Príncipe das Sombras é uma introdução á nova série de Sylvain chamada Noites em Florença, pode-se dizer que esse é o livro 0,5 dessa série, o primeiro volume se chama A Transformação de Raven. Tivemos acesso a ele já no final do livro do Príncipe, onde consta o primeiro capítulo.

Não fica claro no livro se o Príncipe é um vampiro, mas fica subtendido. O Príncipe é um personagem muito duro e enigmático, e infelizmente não consegui me conectar com ele nessas 103 páginas de história. Achei os seus “discípulos” sem graça,  com nomes difíceis (Aoibhe, que se pronuncia Eva, achei no youtube!), mas ainda sim, durante a leitura, tive um vislumbre da adaptação cinematográfica dos vampiros da Anne Rice em Entrevista com o Vampiro.


Começo a ler Raven em breve, com a esperança de gostar tanto quanto gostei da Trilogia Gabriel. Não achei esse livro incrível como diz na sinopse, mas espero que a leitura do próximo volume compense a leitura deste.



Resenha do Mês de Março do Desafio do Tigre. Tema: Lançamento do Mês. Para saber mais sobre o Desafio, basta dar uma olhadinha neste post aqui ou acessar a página do DL no facebook.

comentário(s) pelo facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário