Frases Soltas: Resenha: Trilogia Gabriel – Livro 1 - O Inferno de Gabriel

20 de fevereiro de 2015

Resenha: Trilogia Gabriel – Livro 1 - O Inferno de Gabriel

Gabriel e Julianne se conheceram e se apaixonaram num pomar, quando ela tinha 17 anos e ele 27. Ele tinha acabado de ter uma briga feia com os seus pais e irmãos, e ela lhe pareceu um anjo que vinha resgatá-lo do inferno em que estava vivendo.

A cena entre os dois foi doce e romântica, mas infelizmente, no dia seguinte ao seu amor à primeira vista, eles se separaram, e ficaram durante anos imaginando se aquele encontro tinha mesmo acontecido.

Anos se passaram e eles vieram a se reencontrar, Julia como estudante de mestrado e Gabriel como seu professor da faculdade. Infelizmente para Julia, Gabriel não a reconheceu, e usou todo o seu poder de professor para tornar a vida de sua aluna miserável.

Devido a alguns mal entendidos, Gabriel se recusa a orientar Julia em seu curso sobre Dante Alighieri, mas rapidamente se arrepende quando se dá conta da situação precária em que Julianne vive no Campus. Sentindo-se arrependido por ter feito da vida de Julianne um inferno, ele a leva para jantar (comer um bife na verdade), e acaba se apaixonando por ela novamente sem perceber.

Aos poucos, Gabriel vai deixando sua soberba e prepotência de lado e vai se envolvendo com Júlia, e quando finalmente ele se dá conta de que ela é a sua Beatriz (referência a Dante), ele tem a certeza de que ela é a mulher da sua vida.

Apesar do clichê da mocinha boba, tímida e que se esquece de se alimentar, O Inferno de Gabriel é um livro que prende do começo ao fim. Os mocinhos são cultos e sexys, há muita informação sobre literatura italiana, e a trilha sonora é tão boa que chega a ser quase um personagem secundário.

Adorei a forma doce como essa história de amor foi escrita, principalmente as cenas hot, que foram narradas sem vulgaridade. Senti que a autora (autor?) quis mostrar que é possível mudar por amor, e honestamente, foi isso que senti durante a leitura.

A única coisa que me irritou foi o lance de Julia não se alimentar, ela tem desmaios de fraqueza!!!! Como pode?!?!?!?! Fora a tal pureza e inocência que ela tinha que honestamente, acho pouco provável pra uma garota de 23 anos. Esse clichê de mocinhas que precisam ser salvas, que mal falam, que mal respiram me irritam profundamente, um pouco mais de personalidade por favor!

Mesmo com a mocinha meio múmia,  história me cativou, Gabriel lutando com seus demônios internos, a paixão pela Itália, Dante e tudo mais fizeram minha imaginação voar. Um dia ainda vou visitar os lugares que foram descritos nesse livro com perfeição.


Super indico!




comentário(s) pelo facebook:

3 comentários:

  1. Oi Flavinha, tudo bem? :)

    Faz tempo que queria ler esse livro, mas com nenhuma urgência sabe?

    Mas, acabei lendo tantos outros hots lançados que acabei, sinceramente, enjoando do gênero por um tempo! kkk'
    Mas, o modo como falou dele me deixou curiosa; dizer que as cenas hots não são vulgares pra começo de conversa já é uma grande mudança para aqueles que "tentei" ler =P

    Obs; Porquê? Sério, porque as mocinhas esquecem de se alimentar?? Pra parecerem ainda mais vulneráveis? :o haha'
    É por isso que gosto da Katniss *-* rs'

    Beijos! ;*
    ||Letras Eternas||

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito de sua resenha.
    Apesar de já ter visto esse livro nunca dei atenção por que apenas pelo nome a premissa me pareceu muito diferente.
    Vou conferir assim que possível.
    Mais um na lista de leitura.
    Beijos
    Gabi - Hopeless

    ResponderExcluir
  3. Ela tinha 17 e ele 23*

    ResponderExcluir