Frases Soltas: Resenha - A Sombra do Vento - O Cemitério dos Livros Esquecidos - Livro 1

5 de janeiro de 2015

Resenha - A Sombra do Vento - O Cemitério dos Livros Esquecidos - Livro 1

Daniel, perdeu a mãe muito jovem, e aos 11 anos de idade mora com seu pai, que é um livreiro em Barcelona.

Um dia, seu pai o leva ao Cemitério dos Livros Esquecidos, um lugar secreto, onde ficam os livros que ninguém se lembra mais. Seu pai pede que ele escolha um volume para cuidar, e informa que ele será responsável pelo volume até o final da vida. Daniel escolhe o livro A Sombra do Vento, um volume escrito por Julián Carax, único no mundo e cercado de mistérios.

Daniel o lê com afinco e fica curioso para descobrir o porquê do volume ser único. Ao ir atrás de informações, acaba se envolvendo na narrativa de uma história de amor intensa e amaldiçoada, que atinge de forma negativa todas as pessoas que tomam conhecimento nela.

O livro é um grande mistério e quando menos percebemos, estamos envolvidos junto com Daniel nas situações estranhas e sem explicações que envolvem os personagens.

Zafón tem o dom de narrar uma história de forma tão profunda e intensa que várias vezes me perdi nas páginas, andando com Daniel pelas ruas de Barcelona, tentando identificar quem era o homem misterioso que estava interessado em destruir todos os livros de Carax.

Um dos personagens que mais me cativou foi Fumín, o ex mendigo e melhor amigo de Daniel. O personagem foi responsável por pelo menos 80% dos quotes que marquei nesse livro como os meus preferidos. De uma inteligência enorme e filosofia de vida espalhafatosa, Fumín me fez rir e pensar sobre as adversidades de forma íntima e pessoal, como quando um bom amigo nos aconselha de forma positiva.


Apesar de ser o primeiro volume de uma trilogia, Zafón não deixa nenhuma ponta solta, fazendo com que esse livro pudesse ser tranquilamente um livro único. A história é rica em detalhes e cativou meu coração e por isso fiquei feliz em saber que vou encontrar novamente Daniel e Fumín num próximo volume.

Amei a história, cheia de teorias da conspiração e amores malditos, e recomendo para qualquer pessoa que gosta de ler madrugada adentro, sem ter noção do tempo passando.








comentário(s) pelo facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário