Frases Soltas: Resenha – Filme: O Lobo de Wall Street

8 de maio de 2014

Resenha – Filme: O Lobo de Wall Street


CDL adverte: Este filme não é recomendado pra menores de 18 anos!

Esse filme foi baseado no livro homônimo, e conta a história real de Jordan Belfort, um corretor de ações americano, dono de uma empresa em Wall Street, praticante de fraudes fiscais na década de 90.

Durante a história, presenciamos a rápida ascensão de Jordan, e como ele se tornou um homem bilionário. Os discursos que ele faz pra sua equipe de vendas são fantásticos, ele motiva seus funcionários a nunca aceitarem não como resposta, se baseando no princípio de venda ou morra.

Com o dinheiro fácil, vieram os vícios. Jordan se viciou em drogas pesadas, em sexo e em calmantes. Bebidas e prostitutas eram presença constantes em suas festas milionárias. Festas essas, que aconteciam com muita freqüência, para ostentar seu estilo de vida e sua influência sobre seus subordinados.

Como nem tudo são flores, ele teve que abrir uma conta em um paraíso fiscal para guardar seu dinheiro ilícito. Pra que o dinheiro chegasse ao seu destino, ele usava mulas, que transportavam de avião as enormes quantias até um banco na Suécia.

Quando começou a ser investigado pelo FBI, Jordan já não era mais o rapaz que não tinha nada e construiu um império. Ele tinha se tornado uma pessoa que não sabe quando parar, ele havia perdido a noção do perigo e se tornado inconsequente. 

Esse filme foi muito interessante por mostrar como é a vida das pessoas que são corrompidas pelo poder do dinheiro, mostra o que geralmente acontece quando se é tão rico que se pode comprar qualquer coisa ou qualquer pessoa.

Confesso que nunca fui fã do Leonardo DiCaprio, nunca vi graça nele, nem no Titanic, mas nesse filme, ele me surpreendeu. Teve uma atuação fantástica, incomparável. Quando o filme terminou, eu não consegui imaginar outro ator pro papel.

Uma das melhores cenas desse filme, na minha humilde opinião de telespectadora, ocorre quando Jordan toma muitas doses de um calmante forte que estava vencido, e é obrigado a ligar para seu advogado de um telefone público, pois o seu residencial estava grampeado. Quando o remédio finalmente faz efeito, ele capota, e precisa se arrastar de volta ao seu carro e dirigir até em casa, pois seu comparsa, no auge do efeito do medicamento, está usando o telefone grampeado para falar com o gerente do banco na Suécia. A cena foi fantástica!

O filme é ótimo. Recomendo de olhos fechados!


comentário(s) pelo facebook:

2 comentários:

  1. Quero assistir e ainda mais que é com o Leo DiCaprio RSrs
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assiste sim, o filme é ótimo! Só toma cuidado com as cenas superrrrr fortes hehe.

      Excluir