Frases Soltas: Resenha: HQ - V de Vingança

5 de novembro de 2013

Resenha: HQ - V de Vingança

"Remember, remember, the 5th of November..."

Nos dias de hoje, no meio a tantos protestos em nosso país por conta da corrupção do governo e pela falta de estrutura e serviços básicos como educação, saúde e transporte público, um personagem se destaca, este personagem usa uma máscara e se tornou símbolo da revolução brasileira. Mas você sabe quem ele é e porque se tornou figurinha carimbada em todas as coberturas dos protestos feitas pela mídia? Não? Então você vai ficar sabendo agora, lendo esta resenha.

V de Vingança é uma HQ distópica ambientada na Grã Bretanha, num passado alternativo de governo totalitário, onde a sociedade acabou de sair de um grande conflito político, e onde os negros, os gays e qualquer um considerado diferente do padrão pré estabelecido era oprimido psicologicamente e fisicamente (qualquer semelhança com Hitler não é mera coincidência).

Nesse ambiente criado por Alan More e David Lloyd, existem câmeras por todos os lados vigiando a população, há toque de recolher e tudo é controlado pela uma ditadura militar, sem que a população tenha direito à liberdade de expressão ou a qualquer tipo de controle da própria vida.

Fonte
V surge como um herói mascarado, com um plano muito bem elaborado para derrubar o governo e expor seus governantes. Ele visa trazer de volta o poder da sociedade, a liberdade e a justiça, e para atingir seu objetivo, ele não poupará energia e nem terá falsos escrúpulos. Para V, o fim justifica os meios.

O rosto de V está sempre coberto por uma máscara, não sabemos muito sobre quem ele é e nem de onde veio, a não ser pelos fatos que nos são revelados já no final do quadrinho, e ainda sim, fica muita coisa no ar.

V é um personagem fantástico, munido de seu senso de justiça e sua sede por vingança, ele conta com Evey para disseminar seu legado quando ele não estiver mais aqui. Ela será sua aprendiz, e se tornará responsável pela continuidade do trabalho de V depois de sua partida.
Confesso que li poucas HQs na minha vida, mas essa foi realmente fantástica. 

É claro que várias idéias foram de encontro aos meus princípios e eu discordei dos métodos de V, e é claro também que muita coisa foi como um grande tapa na minha cara, afinal como V mesmo disse, se o nosso mundo está na situação que está, é porque a gente permitiu que acontecesse, ficamos acomodados, só assistindo enquanto a merda toda estava sendo feita.

Então, concluindo o primeiro parágrafo deste texto, V é o símbolo da revolução brasileira, aliás, ele é o símbolo de várias revoluções mundiais, porque ele representa o ideal da queda do governo corrupto, o ideal das minorias oprimidas, ele é o símbolo da mudança.

Recomendo demais essa leitura, até mesmo porque ela é muito rápida por se tratar de uma Graphic Novel, e os princípios nela contidos são realmente muito fortes. Não resista, leia!







comentário(s) pelo facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário