Frases Soltas: Resenha: Mundo de Tinta - Livro 3 - Morte de Tinta

1 de julho de 2013

Resenha: Mundo de Tinta - Livro 3 - Morte de Tinta

Morte de Tinta é o Livro final da Trilogia Mundo de Tinta da Cornélia Funke.

Neste volume, Motimer tem que lutar contra a personificação do ladrão Gaio, personagem que Fenóglio inventou inspirado nele. A cada dia que passa, Mo está mais mudado, como se estivesse realmente se transformando naquele que povoa as canções dos Menestréis de Ombra.
Ele agora não é mais um simples encadernador, seu instrumento de trabalho é uma espada, seu coração está se tornando frio e matar é fácil, uma vez que a única coisa que ele tem sentindo é a revolta pela situação em que o povo de Ombra se encontra.
Meggie está aflita, por sentir que seu pai está mudando, se tornando alguém que ela não conhece. Neste livro, além dela ter que proteger aqueles que ama, utilizando-se do seu dom, ela também terá que passar pelas dificuldades do primeiro amor, pela primeira decepção e pela tristeza de ter se apaixonado pelo garoto errado.

A conclusão dessa história foi narrada em um ritmo lento, bem como Coração de Tinta e Sangue de Tinta, seus volumes anteriores. Muitas vezes me peguei pensando que várias passagens poderiam ser descartadas e o livro manteria a sua qualidade.

Este é o volume em que encontrei mais vilões. Tivemos Cabeça de Víbora, Pífaro, Orfeu, Jacopo, Mortola, Basta, As Damas Brancas e até mesmo a própria morte, que faz uma aparição para Mo e Dedo Empoeirado.

Mas ainda sim, mesmo com tantos vilões e tantas desgraças acontecendo nessa história, este volume também é aquele em que eu encontrei as melhores demonstrações de amor entre os personagens. Dedo Empoeirado,  Roxane e Brianna; Mo, Resa e Meggie; Fenóglio e as crianças, Príncipe Negro e seu urso, todos eles se amavam e tentavam proteger aqueles que amavam da melhor forma que podiam, achei isso tocante.

Eu gostei muito deste livro,  essa história tem uma beleza que poucas vezes eu encontrei em outras leituras, e o final fez jus a essa beleza toda, dando margem pra uma possível continuação.

Com certeza eu lerei as outras obras dessa autora de escrita envolvente e descritiva, que sabe narrar como ninguém a magia contida em um livro.




comentário(s) pelo facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário