Frases Soltas: Resenha: Love - A História de Lisey

24 de junho de 2013

Resenha: Love - A História de Lisey

Estou de volta depois de um tempinho pra resenhar mais um livro do King. O escolhido foi Love, a História de Lisey, que nos conta como é difícil superar a dor da perda de quem se ama.

Lisey e Scott eram casados há muito tempo, e por conta disso, compartilhavam uma intimidade profunda. Scott era um escritor famoso e Lisey sempre o acompanhava em suas palestras e sessões de autógrafos, apoiando-o sempre que necessário.
Depois de dois anos da morte de Scott, Lisey ainda sofre com a dor da perda. Ela vive trancada em casa, sozinha, ouvindo a voz de seu falecido marido, como se ele quisesse lhe dizer alguma coisa. A única pessoa que consegue fazer Lisey sair de casa é a sua irmã mais nova Manda, que sofre de depressão e de alguns problemas psicológicos e se ausenta do mundo constantemente.

As coisas na vida de Lisey seguiam seu rumo rotineiro e monótono até que ela começou a ser intimidada por um fã lunático que queria os manuscritos inéditos de Scott, e por conta disso, ela teve que organizar o lugar onde Scott escrevia, coisa que ela estava adiando há muito tempo por ser doloroso demais.
Verificando os escritos de Scott, Lisey faz uma viagem no tempo e começa a se lembrar das piadas íntimas, das brincadeiras, das pistas que ele deixava e só ela entendia, mas também começa a se lembrar dos fatos negativos em relação a Scott que ela tinha que ajudá-lo a superar. Um desses fatos era o “Garoto Espichado”, um ser horripilante que habitava a dimensão paralela pra qual Scott conseguia se transportar e que servia de inspiração para os seus livros de terror e suspense. Achei que ele pecou um pouco ao falar tanto sobre os Bowls de Scott, mas a história sofrida da infância dele foi muito envolvente.

Scott é mais um personagem de King com um dom fantástico capaz de cruzar a barreira entre o natural e o sobrenatural, e após ler este livro, acredito que na verdade, a história era de Scott, Lisey só teve que conviver com a perda daquele que era a sua alma gêmea.
O livro fala muito sobre amor e superação, com um toque sobrenatural é claro, como a maioria dos livros do King. Achei esse livro muito triste, algumas coisas que foram narradas deixaram meu coração pesado por algum tempo. É praticamente impossível ler King sem se sentir assim.

Comprei esse livro na Bienal do Livro por R$ 5,00 e ele estava na minha fila de leitura há algum tempo. Não posso dizer que esse é o meu preferido do King porque ele encheu muita lingüiça, mas a história tem seu toque de amor, suspense e tristeza na medida certa. Esse autor continua sendo um dos meus preferidos.
Veja mais resenhas do King clicando nesse link.



comentário(s) pelo facebook:

2 comentários:

  1. Oi Flavinha,
    já ouvi falar desse autor mas nunca li nenhum livro. Parece ser uma boa história.

    Tá rolando sorteio do livro "Quebrada em Grande Estilo" no meu blog, se puder participe!

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Interessante a resenha.

    Tenho esse livro aqui, mas ainda nao li. Tem outros do King na frente desse em minha lista de leitura.

    Eu sabia que o livro era triste, mas nao sabia que era muito triste.

    Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir