Frases Soltas: Resenha: Os Instrumentos Mortais - Livro 2 - Cidade das Cinzas

12 de novembro de 2012

Resenha: Os Instrumentos Mortais - Livro 2 - Cidade das Cinzas


Sim, tem Spoilers!

Mesmo sem ter gostado muito do Cidade dos Ossos, primeiro livro da série Instrumentos Mortais, resolvi ler o Cidades das Cinzas, afinal, já comprei a trilogia mesmo e tenho dó de deixar livros não lidos na minha estante (maluquice mode on).

A narrativa da Cassandra está bem melhor, os personagens estão menos irritantes, mas ainda sim, o livro é repleto de diálogos bobinhos e sarcasmo mal escrito, como quando Jace ao ser confrontado pela Inquisidora pergunta a ela se ela o está chamando de gordo. Quando eu li isso pensei “What a hell?”

Clary continua chata, reclamando de tudo o tempo todo, presa num amor impossível e em busca de consolo em seu amigo Simon, que agora é um vampiro. Ta certo que agora ela tem um “superpoder”, que é criar símbolos novos, com funções diferentes dos já existentes, mas ainda sim, ela é muito sem sal.

Magnus Blane continua fazendo suas aparições em momentos estranhos, parece até que ele é o único que pode salvar todo mundo nos momentos críticos, ainda não consigo entender como funciona o relacionamento dele com Alec, achei que eles estavam namorando no primeiro livro, mas nesse volume, as coisas ficam meio no ar.

 Valentim faz discursos o tempo inteiro sobre como ele é o maioral e sobre como as atitudes dele são para o bem dos Caçadores de Sombras e dos Humanos. Ele me lembra um pouco Hittler, nas atitudes, e também um pouco o Voldemort, mas por enquanto é só a lembrança, porque ele ainda não me convenceu como vilão, honestamente, acho ele muito frouxo.

Luke me parece mais centrado, mais dedicado à Clary como quando ela era uma criança. Ele realmente tomou o posto de pai dela e esse fato foi uma das coisas que eu gostei nesse livro.

Isabelle não tem tanto destaque, e eu adorei isso porque ela é o personagem que eu menos gosto. Quem teve destaque foi Max, irmão mais novo de Alec e Isabelle, ele foi realmente muito fofo!

A trama girou mais em torno dos conflitos internos de Jace. Conflitos em relação ao amor impossível que sente pela sua irmã, e conflitos sobre a traumática relação pai e filho entre ele e Valentin.

As cenas de ação no final do livro compensaram o início morno e maçante e me prenderam. Vou dar 3 estrelinhas pra esse volume e vou torcer pra que o próximo esteja bem melhor que este.

  

comentário(s) pelo facebook:

4 comentários:

  1. Esse é o melhor livro da série na minha opinião. Não gostei do primeiro e o último também foi decepcionante.
    Clary é uma chata de morrer e bem que ela poderia morrer no meio da história e ser substituida por alguém mais legal. A mim não faria alta alguma, rsrsrs.

    Beijos
    Caline - Mundo de Papel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkk pior que é né? Amim tb não faria. Por incrível que pareça gostei mais do terceiro, achei que a escrita da Cassandra melhorou bastante :)

      Beijinhos

      Excluir
  2. Bem eu adorei o primeiro livro louca pra ler a continuação mas ainda não deu sem grana fica bem difícil.

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luana! Eu tenho ele em e-book, se você quiser, deixa seu e-mail que eu envio ele pra você :)

      Estou seguindo seu blog!

      Beijinhos

      Excluir