Frases Soltas: Merchandising descarado nos livros?

30 de outubro de 2012

Merchandising descarado nos livros?


Olá queridos leitores!

Vocês já prestaram atenção em como existe propaganda descarada nos livros ultimamente?
Lendo A Maldição do Cigano do Stephen King, que é um autor best seller muito popular nos Estados Unidos, encontrei várias referências a marcas famosas. Confesso que achei bem curioso, vou mostrar pra vocês:

“Billy levou seu cliente até o O’Lunney’s, pediu um Chivas em um copo longo para o cliente e um Martini para si mesmo.” Pag 19

Chivas é um whisky caríssimo!


Este da foto, foi criado em 1997 pelo master blender de Chivas, Colin Scott, possui um blend diferente de Chivas 12 anos. Produzido a partir dos mais puros whiskies de grãos e maltes, Chivas 18 é envelhecido em barris de carvalho por 18 anos ou mais.


Uma garrafa desse whisky no Submarino custa R$ 329,00. 



“Ele comprou um par de elegantes Nikes verde e prata, para caminhada e escalada, deliciando-se ao perceber como os pés ficavam bem dentro deles.” Pag 35


Segundo o personagem Billy do livro, a palavra tênis ficou démodé (fora de moda), tanto que ninguém nem lembrava mais dela, fala sério né?

Esse exemplar aí do lado, parecido com o que o personagem compra custa  R$ 600,00 na Netshoes







“Me dê aquele creme Nívea, Leda” Pag 122



Bom, esse ao menos é mais acessível ao bolso né? Quem nunca usou um creminho da Nívea?

Esta versão do Hidratante está custando R$ 6,72 na Drogaria Onofre e acredito que o valor não deve variar muito em outras drogarias ou perfumarias.









“Sim, pensou, vou começar a fumar de novo. Algo bem forte como Camels, Pall Malls ou Chesterfoggies. Por que não?” Pag 172



Infelizmente não consegui nenhuma imagem do Chestrefoggies, mas aí do lado, vocês podem visualizar o Pall mall e o Camel.

Não faço nenhuma idéia de quando custa um maço destes cigarros, mas não deixa de ser um jeito interessante de propaganda, uma vez que comerciais de cigarros estão proibidos no Brasil.



“Ele pega alguns daqueles protetores de calos Dr Sholl’s e vai andando para a caixa registradora...”


Protetores de calos dessa marca podem ser encontrados em qualquer farmácia ou perfumaria do Brasil por um preço até que acessível. Mas o que eu achei muito interessante, foi a diversidade dos produtos anunciados no livro. É claro que tem muito mais, só coloquei alguns pra que vocês sintam como é ler esse tipo de merchandising que muitas vezes nos passam despercebidos. Serão mensagens subliminares?





Agora um que me deixou bem P da vida!


“—Bem vindo ao Macdonald’s – disse uma voz no alto-falante – Posso anotar seu pedido?
--Sim, por favor, eu gostaria de três Big Mac’s, duas batatas grandes, e um Milk Shake de café.
--Gostaria de terminar com alguma sobremesa?
--Claro. Uma torta de cereja...E uma caixa de cookies para meu amigo.
--Seu pedido soma US$ 6,90 senhor.” Pag 396


Velho, como assim só US$ 6,90? Mesmo com o dólar a R$ 2,04 como está hoje, esse pedido sairia pela bagatela de R$ 14,07! Nunca que aqui no Brasil um pedido no Mac daria um valor como esse. Estou me sentindo roubada.

Esse post foi só uma amostra do merchandising descarado que podemos encontrar nos livros que lemos. Principalmente de autores populares tanto os americanos quanto os brasileiros.

Vou começar a me atentar mais a isso durante as minhas leituras.


Esperam que tenham gostado!

Obs: Este Post não foi patrocinado!








comentário(s) pelo facebook:

Um comentário:

  1. McDondals nos EUA é a coisa mais baratinha e fácil de encontrar. Já perguntei isso pro meu namorado e ele me confirmou, pode se sentir roubada sim!
    E eu também acho incrível a propaganda e ri muito com o tênis, hahaha. Mas às vezes, quando escrevo, acabo colocando as marcas no automático. :P
    Beijos.

    ResponderExcluir