Frases Soltas: Resenha: O Resgate do Tigre

20 de agosto de 2012

Resenha: O Resgate do Tigre



Agora que não está mais morando na Índia e está longe de Ren, Kelsey tenta levar a sua vida na faculdade como uma garota normal, e isso inclui encontros com outros garotos, que no início são um pouco desajeitados e cômicos, mas que a fazem perceber a besteira que fez ao largar aquele que é na verdade seu grande amor.

Este livro, como se pode perceber pela capa, é mais focado em Kishan. E qual não foi a minha surpresa ao me pegar gostando desse personagem tanto quanto eu gostei de Ren. É claro que ele cometeu um erro absurdo em sua vida e que nada disso estaria acontecendo se não fosse pelas conseqüências desse erro, mas Kishan se mostrou muito arrependido e com muito remorso, e como eu tenho uma queda por personagens coitadinhos, logo me afeiçoei a ele.

Acredito de verdade que as pessoas mereçam uma segunda chance, ainda mais quando se arrependem das besteiras que fizeram e agora tentam ser pessoas melhores, que é o caso de Kishan, que tem a fama de bad boy, mas que demonstrou ser um perfeito cavalheiro com Kelsey, respeitando os sentimentos dela por seu irmão Ren, mesmo tirando uma casquinha de vez em quando porque nem os tigres são de ferro né?

Ren estava maravilhoso no começo do livro. Fiquei encantada com as cenas dele e Kelsey, poderia ler um livro inteiro só de momentos felizes desses dois. Achei as cenas muito românticas e bonitas, uma pena que no final isso não perdura.

Como estou numa fase de romances melosos, chorei bastante com o modo que Kelsey se sentiu em relação à Ren e em relação à confusão dos seus sentimentos quando ele perde a memória e não a reconhece mais. Só as pessoas que já amaram sem serem correspondidas sabem como é se sentir dessa forma, é doloroso, é complicado, é triste, mas felizmente nos ensina muitas coisas. Acho que vai ser bom pra ela lidar com essa rejeição no próximo livro e entender como Ren se sentiu em relação a ela, quando ela o deixou no primeiro volume.

A capa é lindíssima que segue os moldes do primeiro volume. Vou dar 4 estrelinhas pra ele, porque mesmo sendo um best-seller que não foge aos moldes dos romances comuns, ele tem um toque de sobrenatural que continua me lembrando dos contos de fadas que eu ouvia quando era criança, onde o príncipe é amaldiçoado e cabe á princesa quebrar a maldição.








comentário(s) pelo facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário