Frases Soltas: Resenha: Filme - Os Imortais

21 de junho de 2012

Resenha: Filme - Os Imortais



Sinopse: O Rei Hipérion (Mickey Rourke) declarou guerra contra todo o mundo grego e, para reforçar o seu exército, ele tentará libertar os Titãs presos por Zeus  (Luke Evans) no Monte Tártaro. A fim de detê-lo. Zeus escolhe Teseu (Henry Cavill), um mortal que , com a ajuda de uma bela sacerdotisa (Freida Pinto), comandará o exército grego nessa batalha épica.


Qualquer amante de mitologia grega iria ficar curioso em relação a esse filme. Batalhas entre Deuses, Titãs e mortais povoam a mente dos leitores de Percy Jackson e dos expectadores de filmes como 300 e Fúria de Titãs.

O filme em si é até interessante. Os personagens são bem estruturados, Teseu faz o típico herói e o vilão também está bem estereotipado. Entretanto, a caracterização dos deuses deixou um pouco a desejar. As vestes e os adornos das cabeças chegam a ser ridículos. Parecem feitos de plástico e balançam a todo momento, dando a impressão de que são baratos. Não sei se foi falta de verba, mas honestamente, o figurino não foi digno dos Deuses do Olimpo.

As cenas de luta foram bem editadas e coreografadas, mas o enredo me deixou meio perdida. Eu não entendi por que o Rei Hipérion resolveu declarar guerra aos Helenos. Eu até entendo a bronca que ele tinha dos Deuses, por ter perdido a sua esposa e filha, e não ter obtido a ajuda por qual rezou, mas chegar ao ponto de querer acabar com o mundo todo? O que ele ganharia com isso?

Zeus também me pareceu meio vilão nessa história. Ta certo que ele treinou Teseu, mas fiquei pensando no motivo dele ter feito isso. Será que Zeus já sabia que essa guerra iria se instalar na Terra? E se sabia, por que não interferiu antes que essa tragédia toda acontecesse?

Talvez eu tenha esperado muito deste filme, talvez eu devesse ter me desligado um pouco dos detalhes da história e só me distraído, acho que eu teria aproveitado muito mais a experiência. Ele é um bom entretenimento, e provavelmente vai ter continuação, já que Teseu teve um filho com a mulher que era o Oráculo, e o menino tem as mesmas visões que a mãe tinha. Pudemos ter um vislumbre de uma grande guerra futura no Olimpo, e pelo jeito como a coisa foi colocada, Zeus também já tem conhecimento desse evento futuro, porque já foi atrás do moleque disfarçado de velho, a mesma imagem que ele utilizava para aparecer para Teseu.

Enfim, vou esperar a continuação e torcer pra que seja melhor que este. Indico pra quem não é muito exigente e chato assim como eu. Se você for muito crítico ou muito observador, passe bem longe ou então aproveite pra se divertir reparando nas tosquices.





comentário(s) pelo facebook:

2 comentários:

  1. Olá, pois então... eu toco violão e estudo produção musical :) Você não tem ideia de como foi bom encontrar sua resenha desse filme, pois eu e meu namorado estamos atrás de baixá-lo para assisti-lo.

    Beijos. Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi florzinha, vc leu a resenha toda? Acho que estraguei o filme pra você então, não consigo resenhar sem spoiler :(

      Que legal Ágata! Acho muito bacana quem toca instrumentos. Minha irmã toca violão e canta, acho lindo.

      Beijinhos

      Excluir