Frases Soltas: Resenha: Filhos do Éden - Livro 1 - Herdeiros de Atlântida

30 de janeiro de 2012

Resenha: Filhos do Éden - Livro 1 - Herdeiros de Atlântida

Kaira é uma arconte que teve sua memória apagada, e como se isso já não fosse problema suficiente, ela tem o espírito da criança Rachel  vinculado ao seu, dando a ela lembranças humanas que parecem suas, a deixando confusa em relação a sua verdadeira identidade.

Com a ajuda do anjo exilado Denyel e seus amigos Urakin e Levih, ela terá que relembrar a líder que ela é, impedir os tiranos anjos mandados pelo arcanjo Miguel descubram o caminho para a Cidade do Fogo, local onde se concentra as forças do arcanjo Gabriel e libertar o espírito da criança que divide com ela o seu avatar.
Kaira é uma personagem feminina forte, determinada e pragmática, mesmo tendo esquecido de quem é, se esforça para assumir a liderança de seus anjos e conduzi-los ao final da missão. Ainda que tenha que lidar com sentimentos que pra ela são desconhecidos, a amizade e dedicação de seus amigos agem como um suporte a ela, ajudando-a a chegar ao seu objetivo.
Mas que relação teria Kaira com a pequena Rachel? Como ela recuperará sua memória e lutará para proteger aqueles a quem ama e cumprir a missão que foi designada a ela pelo arcanjo Gabriel?
Isso tudo nos vai sendo revelado ao longo da história, e ao mesmo tempo em que acompanhamos a história da arconte e seus companheiros em busca de sua identidade, conhecemos também um personagem enigmático, nomeado apenas como O Primeiro Anjo, que teve a sua família humana assassinada pelo arcanjo Gabriel quando este ainda acreditava na filosofia de seu irmão Miguel, e que busca por vingança.
Acredito que este personagem terá um papel fundamental nos próximos livros que comporão esta história, e sinceramente, no livro inteiro, ele foi o personagem que mais me prendeu, apesar de aparecer poucas vezes na trama.
Quando comecei a ler este livro, esperava alguma coisa mais parecida com A Batalha do Apocalipse, mas este, ainda que tenha a mesma temática, é totalmente diferente do ABdA. Cada capítulo é recheado de batalhas entre anjos e demônios que nos fazem sentir dentro de um filme de ação.
Eduardo nos mostra o lado dos guerreiros na batalha, a visão dos soldados sobre uma guerra que ainda vai durar muito tempo. Convivemos com a insegurança deles, a dedicação cega pelos seus comandantes, todas as artimanhas de que são capazes e também toda devoção de alguns a Yahweh e à raça humana.
Fiquei meio perdida durante a narrativa, pois existem muitas informações para assimilar referentes à mitologia que envolve os anjos e a história em si, ter tantas batalhas também me deixaram um pouco cansada da leitura, mas eu não poderia esperar nada diferente de um livro sobre uma guerra não?
Mas essa minha “perdição” recebeu uma luz quando vi que no final existe um apêndice onde existem várias informações sobre os anjos, as castas e um glossário que define cada personagem participante da história. Valeu Eduardo!
O segundo livro lançado pelo autor nacional Eduardo Spohr é um triller de tirar o fôlego! Se você gosta de livros de ação, recheado aventura e com um toque sobrenatural, este é o seu livro!


comentário(s) pelo facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário