Frases Soltas: Resenha: Sétimo

24 de outubro de 2011

Resenha: Sétimo

Dando continuidade à aventura dos sete Vampiros do Rio D’ouro, este volume da saga conta a história de Sétimo, considerado o mais poderoso dos vampiros, e que por ter sido escravo do demônio por 150 anos, voltou mais sanguinário e maléfico do que qualquer outro já visto antes.
Sétimo resolve fazer o Brasil o seu lar, o seu império, e pra que isso se realize conforme ele planeja, ele decide criar um exército de vampiros, tendo como seu general Tiago, que foi transformado em vampiro por Gentil no livro Os Sete.
Mas como em todo bom livro, essa decisão de Sétimo, se ser o mais soberano dos vampiros, desperta a ira e a revolta, tanto de humanos como de seres de outro mundo.
Vemos neste livro batalhas sanguinárias entre humanos e vampiros, a luta de alguns vampiros recém transformados para manter ainda um pouco de sua humanidade, e outros que adoram a nova sensação de poder e controle sobre os mais fracos (coisa que não se restringe só a vampiros, diga-se de passagem).
O legal neste volume, além da história em si é claro, é que personagens que vimos em O Senhor da Chuva (em breve resenha) aparecem por aqui. Dimitri é um dos principais nessa obra e um dos maiores ativistas na luta contra Sétimo.
A história é muito boa, mas tenho que admitir que depois de ler, não fiquei com aquela sensação de que o Sétimo era mesmo o vampiro fodão que falavam tanto no volume anterior. Achei que ele poderia ter sido mais demoníaco, mas maléfico. Talvez os anos de escravidão tenham amolecido um pouco ele, afinal não deve ter sido fácil conviver com o demônio em pessoa.
Recomendo o livro, ele te prende, e o diferencial dela se passar no Brasil torna a coisa toda muito mais emocionante!


comentário(s) pelo facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário