Frases Soltas: Resenha: Não Comi, Não Rezei, Mas me Amei

14 de outubro de 2011

Resenha: Não Comi, Não Rezei, Mas me Amei

Neste livro, a Gisela conta a história do desafio que lançou pra ela mesma: vigiar sua auto-estima por 365 dias.
“Mas como assim?” você deve estar se perguntando, eu explico, ela simplesmente resolveu acompanhar de perto todos aqueles momentos em que nos achamos feias, gordas, chatas, em que achamos que não somos boas o suficiente, enfim, ela vigiou e controlou essa atitude que ela tinha e nós ainda temos em nos deteriorar frente ás adversidades que a vida nos impõe.
É um livro em que nos identificamos nas mais diversas situações, como ter medo de mudar de emprego, medo de perder um grande amor ou medo de encarar a imagem que fazemos de nós mesmos.
Todos os relatos da Gisela são narrados com bom humor e descontração, mesmo aqueles em que a giripoca pia pra ela, e ficamos emocionadas e admiradas pela maneira como ela supera seus desafios com dignidade e otimismo.
Este livro foi baseado em seu blog Vigilantes da AutoEstima, um blog de utilidade pública, onde ela conta o que acontece durante o seu dia e como ela se sente e lida com suas emoções. Este blog é como um grupo de apoio, e tem ajudado muita gente a se gostar, cuidar mais de si mesmo, e lidar com os problemas do dia a dia sem tanto estresse e cobrança.
Eu sou uma dessas pessoas que foram ajudadas pelo blog, porque vi que aquele problema que eu julgava ser só meu, uma situação que achei que só eu estava passando, foi compartilhada por outras pessoas. E acreditem, saber que eu não estou sozinha e que outras pessoas saíram dessa de cabeça erguida e hoje estão bem, é um grande alívio.
Então, recomendo demais o livro dessa escritora que durante a narrativa expõe sua vida sem medo de ser julgada e criticada, que fez do seu dia a dia um exemplo de como lidar com os pepinos que encontramos pelo caminho sem perder o bom humor e a esperança.
Cinco estrelinhas pra ele =).
 


comentário(s) pelo facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário