Frases Soltas: Violetas na Janela

4 de julho de 2011

Violetas na Janela

Violetas na Janela foi o primeiro livro espírita que eu li e que teve um significado importante na minha vida. Mesmo vindo de uma família espírita, essa situação de pós-morte sempre foi muito obscura pra mim, e ele me ajudou a ter uma visão geral do que poderá acontecer comigo quando eu fizer a passagem.
O livro trás a história pós-morte de Patrícia, uma jovem que desencarnou aos 19 anos, vítima de um problema vascular cerebral. Os relatos desta garota preencheram as páginas deste livro através de Vera Lúcia, médium que o psicografou e tia de Patrícia.
Eu acho que esse fato deixa as coisas muito mais interessantes, você não acha? Imagina a sensação de Vera ao sentir a presença de sua sobrinha e sua reação, ao saber que foi escolhida para o grande feito de psicografar este livro, que virou um grande sucesso nacional. Deve ter sido realmente emocionante não só pra ela como para toda sua família.
Mais um fato que também é interessante em relação a essa obra, é que Vera doou os direitos do livro para entidades carentes. Não é tudo de bom?
Agora voltando à resenha, acompanhamos com curiosidade a fase de chegada e adaptação da jovem na Colônia São Sebastião, e através de seus relatos, ficamos por dentro dos vários fatores que foram necessários para que a sua estadia nesta colônia fosse pacífica e de grande aprendizado.
Como todo livro espírita, este nos trás a descrição minuciosa das belas paisagens da Colônia, dos trabalhos que lá são realizados e da forma de socialização entre os desencarnados. Ele também contém relatos de outros espíritos sobre como enfrentaram a desencarnação e chegaram ao nível de paz em que estão atualmente.
Presenciamos a alegria de Patrícia ao reencontrar sua avó e um grande amor de outras vidas, participamos de seu empenho e dedicação em seu aprendizado e vamos aos poucos interagindo com ela e seus novos amigos desencarnados, conhecendo um mundo novo que até hoje, mesmo sendo um assunto muito polêmico e controverso, ainda é desconhecido por muitas pessoas.
Este livro tem mais três continuações que eu pretendo ler muito em breve, porque tenho esperança de que algumas dúvidas que ainda tenho em relação á esse assunto deverão ser no mínimo apaziguadas. A linguagem dele é leve, simples e de fácil assimilação, coisa completamente contrária ao livros do Chico Xavier, que tem a mesma temática e que foram pioneiros em explorar este assunto de forma tão curiosa e com grande projeção.
Este livro marcou uma fase bem complicada da minha vida, e como alguns outros que li, me serviu de refúgio para esquecer as situações desagradáveis que eu estava vivendo naquele momento. Talvez seja por isso que ele tenha tamanha importância pra mim, mas independente do fato dele ter me servido de fuga, é uma obra muito interessante e que eu recomendo pra quem tem curiosidade sobre esse assunto tão polêmico que é a vida após a morte.


comentário(s) pelo facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário