Frases Soltas: Comer, Rezar, Amar

10 de julho de 2011

Comer, Rezar, Amar

Comer, Rezar, Amar é um livro autobiográfico que narra a busca da autora Liz Gilbert por autoconhecimento.
Infeliz com seu casamento e com a vida que vinha levando ultimamente, ela começa a refletir sobre o motivo de se sentir assim e acaba por perceber, que a desmotivação e o comodismo tinham sido seus grandes companheiros por anos.
Com a perspectiva de descobrir sua própria identidade e com o dever de escrever um livro a respeito, ela resolve mudar essa verdade que a assombra e joga toda a vida segura e cômoda que tinha pro alto decidindo passar um ano com ninguém mais do que ela mesma.
Iniciamos essa viagem na Itália, onde Liz realiza seu sonho de aprender a falar italiano. Através de paisagens maravilhosas e de pessoas realmente interessantes, descobrimos as comidas, costumes e cultura dos italianos e vivenciamos a fase “sem dieta” que toda mulher paranóica com o seu peso, tem vontade de se presentear.
Passamos pela Índia, onde Liz fica hospedada em um Ashran, em busca de Deus. Achei muito legal as observações tão verdadeiras de Liz sobre a meditação em si. Me identifiquei muito com o fato de ela não conseguir entrar no transe necessário no início e ficar se questionando se estava fazendo tudo corretamente e achando tudo muito tedioso e chato. Ri bastante tb com Richard do Texas a chamando de Sacolão e partilhei das minhas próprias descobertas lendo as observações que ele fazia a cerca da vida e de como lidar com as surpresas que ela nos impõe.
Acabamos na indonésia, onde Liz finalmente encontra o seu eu e começa a desfrutar de sua paz de espírito, dando sem esperar receber nada em troca. É neste belo país que ela encontra seu verdadeiro amor. E mesmo ainda tendo um pouco de medo desse envolvimento e do que isso possa atrair pra sua vida, ela desiste de seus velhos hábitos de receio e se joga de cabeça nessa paixão.
Não há como não se identificar com várias das situações que são vivenciadas pela autora neste livro. Por diversas vezes, senti que as mensagens que estava lendo, eram direcionadas pra mim. É realmente muito interessante o que pode acontecer quando você se abre pra vida sem receios, aceitando tudo o que o universo pode lhe oferecer.
A leitura às vezes se torna um pouco cansativa porque ela descreve todas as suas experiências minuciosamente, mas esse fato não representa quase nada quando pensamos na história como um todo e na coragem que foi necessária para que ela vivenciasse e dividisse conosco essa experiência única.
Foi uma experiência maravilhosa vivenciar através desse livro tantas situações bonitas de amor próprio, de aceitação e de respeito por si mesma.
Recomendo!



comentário(s) pelo facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário