Frases Soltas: A Torre Negra - Volume I - O Pistoleiro

6 de junho de 2011

A Torre Negra - Volume I - O Pistoleiro

Roland Deschain, descendente de Eld é o último Pistoleiro de Gilead.
Ele está em uma missão implacável. Ele busca o homem de preto, um homem, um mago e porque não dizer um bruxo, que foi responsável pela destruição total de seu clã e que guarda o segredo do caminho para a Torre Negra.
Não nos é esclarecido o porquê dessa busca de Roland pela Torre nesse volume, e nem como o Homem de Preto pode ajudá-lo a alcançar esse objetivo. Só sabemos que a Torre tem o poder de controlar o tempo. Isso nos faz pensar, o que será que aconteceu no passado de Roland pra que ele queira alcançar um lugar que controla o tempo? Será que ele quer voltar ou avançar no seu destino?
Com muitas perguntas na cabeça, caminhamos com Roland em busca desse misterioso homem pelo deserto, que fica num mundo paralelo ao nosso, para descobrir o que está por vir.
Neste caminho enigmático e misterioso, nos é apresentado o personagem Jake Chambers, um garoto que vive sozinho num posto de parada e que foi morto pelo homem de preto em seu próprio mundo na década de 70, indo “renascer” no mundo de Roland.
Ele então acompanha Roland em sua jornada, e nosso pistoleiro a contra gosto acaba se afeiçoando ao menino, mesmo deixando claro que não vacilaria em sacrificar o garoto para atingir seu objetivo.
Roland e Jake enfrentam várias criaturas nesse mundo pós-apocalíptico até que finalmente encontram o homem de preto. É nesse ponto que Roland tem que fazer uma difícil escolha. Decidir se o garoto vive ou morre.
A narrativa desse livro é bem lenta e ás vezes cansativa.
Vivemos as emoções do pistoleiro através de sua busca e pelos flashbacks que temos de sua vida, assim conhecemos mais da personalidade do personagem central. Roland é mesmo um pistoleiro implacável, matador instintivo de sangue frio que não mede esforços pra alcançar seus objetivos.
Jake entra na história para equilibrar a situação. Ele é um personagem muito importante nessa história porque ele faz com que Roland relembre de seu passado e crie um vínculo com o garoto. Ele faz com que o pistoleiro nos pareça mais humano ao fazê-lo pensar se vale mesmo a pena sacrificar uma amizade verdadeira por um objetivo.
A Torre Negra – O Pistoleiro é só o começo da Saga mais famosa do King. Ele começou a escrever essa aventura quando tinha 19 anos, e foi um projeto que levou muito tempo de sua vida para ser concluído. Essa série foi tão importante pro autor que o número 19 ficou gravado em sua obra como um número místico, de grande poder.
A Saga promete ser a melhor obra já publicada de King e garanto que não é exagero, pois o livro é muito bom. Totalmente diferente daquilo que vemos por aí no meio da literatura fantástica e de terror.
Leia com paciência e tranqüilidade e você será mais um aficionado pelo mundo de Roland de Gilead.



comentário(s) pelo facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário