Frases Soltas: O Senhor dos Anéis - Volume III - O Retorno do Rei

15 de junho de 2011

O Senhor dos Anéis - Volume III - O Retorno do Rei

Este volume começamos vendo o que está acontecendo em Minas Tirith, onde Gandalf se encontra com Denethor para avisá-lo que a guerra está próxima. Depois acompanhamos Aragorn, Legolas e Gimli que partem para a guerra junto com os guerreiros do Rei Theóden.
Enquanto esta parte do grupo está se preparando para entrar em guerra contra os demônios enviados por Sauron, Sam consegue resgatar Frodo que era mantido prisioneiro em Mordor. Eles conseguem escapar dos orcs e entram na cidade de Sauron. A visão é espantosa, como que saída de um filme de terror. A paisagem descrita por Tolkien é bem perturbadora. Uma cidade negra e devastada, coberta de cinzas e fogo, onde água e ar são venenosos, enfim, me peguei pensando que estava lendo a descrição do inferno.
Frodo e Sam continuam se esgueirando por esse lugar sinistro, tentando encontrar o vulcão onde o Um Anel foi forjado, para destruí-lo, e conseguem chegar ao seu objetivo quando o exército de orcs cai numa distração articulada por Aragorn e seu exército, que consistia em levar seus guerreiro ao portão de Mordor e atrair a atenção dos demônios para que Sam e Frodo tivessem o caminho livre.
Aliás, Aragorn foi muito sagaz neste livro quando se valeu da ajuda de um exército de desertores mortos que foram condenados pelo seu ancestral Isildor a não terem paz até cumprirem seu juramento de lealdade. A batalha desses guerreiros mortos contra os orcs foi devastadora e a leitura desta parte foi muito contagiante. Sentimos a humanidade de Aragorn quando ele se sente em dúvida em libertar os mortos da maldição, afinal, eles seriam de grande ajuda na grande guerra que havia começado. Mas como em muitos outros momentos da trilogia, ele toma a decisão correta e cumpre sua promessa de libertá-los.
Frodo e Sam finalmente chegam numa câmara que dá acesso a lava onde o Anel de Poder deverá ser destruído. Quando Frodo está a ponto de jogar o anel na lava, ele é dominado pelo poder sombrio do Um Anel e desiste, reivindicando o anel para si. Mas Gollum, que estava à espreita, também quer o anel para si e parte pra cima de Frodo tentando tomá-lo dele. Os dois se engalfinham e lutam vorazmente pela posse do anel até que Gollum escorrega e cai na lava com o anel em sua mão.
Quando o anel finalmente é destruído, Sauron e seu exército também padecem, porque sua força vital estava ligada diretamente à existência do Um Anel. O mal é varrido da Terra Média e começa a 4ª Era que será dominada pelos homens. Aragorn governará como Rei nesta nova Era, ele foi coroado por Gandalf em uma cerimônia majestosa.
Nesta mesma cerimônia ele se casa com a Elfa Arwen e vê seus amigos Gandalf, Bilbo e Frodo partirem junto com os elfos para as Terras Imortais como prêmio por sua dedicação e honra.
Esta trilogia foi fantástica. Como eu disse na resenha que fiz do primeiro volume, foi através de Tolkien que comecei a gostar de literatura fantástica. Conhecer os hobbits, orcs, nazgül, anões, magos e os magníficos elfos me levaram numa viagem mágica e emocionante.
Tolkien foi um mestre, e apesar da dificuldade da linguagem em que suas obras são narradas, eu, com certeza, lerei mais livros dele porque sei que a experiência será fantástica!

 

comentário(s) pelo facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário