Frases Soltas: Lua Azul - Os Imortais 2

12 de abril de 2011

Lua Azul - Os Imortais 2

Lua Azul começa exatamente de onde o “Para Sempre” termina.
Ever está se sentindo melhor consigo mesma, está feliz ao lado do homem que ama e também está aprendendo mais sobre sua imortalidade recém adquirida. Mas tudo isso começa a mudar quando Romam, um aluno novo chega na escola. Todos parecem gostar desse rapaz que tem alguma coisa de enigmático. Todos menos Ever, que tem uma sensação de perigo assim que o vê.
Damen começa a ficar doente, seus poderes começam a falhar, ele agora tem aura, transpira, e não consegue mais materializar coisas e nem ir até Summerland com a facilidade que tinha antes. Ever tenta ajudar, mas ele se afasta.
Não bastasse o afastamento e a doença de Damien, seus amigos também começam a ficar diferentes.
Eles se juntam à turma de Stacia e mudam totalmente seu comportamento em relação à Ever. Agora, eles a tratam como uma estranha e pior, maluca!
Ever sofre muito, pois não sabe o que está causando tudo isso. E se depara com um dos momentos mais doloridos de sua vida quando vê Damien e Stacia juntos novamente.
Não vou contar mais o que acontece depois disso, mas digo de verdade que é um livro muito triste. A palavra que vem na minha cabeça é bulling. Imagina a dificuldade que é ser zoada por seus amigos e pelo rapaz pra quem você achava que tinha algum significado. E sabe, isso não acontece só nos livros, tenho exemplos de garotas reais que já passaram por situações como essa e acreditem, não foi uma coisa muito fácil pra elas lidarem.
Ever sofre muito nesse livro. Se sente tão sozinha e perdida e acaba confiando nas pessoas erradas. Passa por situações de perda, solidão e confusão. E quando finalmente recupera o amor de seus amigos e descobre o que pode salvar seu amado da morte certa, acaba causando a sua maldição.
Acho que a personagem cresceu muito do primeiro livro pra cá. Achei legal ela lutar pelo amor de seus amigos e pelo amor de Damien mesmo quando tudo parecia perdido. Ela enfrentou as situações mais adversas e dolorosas por eles e se manteve forte o tempo inteiro, mesmo caindo em lágrimas por diversas vezes e mesmo tendo que tomar uma decisão muito difícil quanto ao seu próprio destino.
Uma coisa que as pessoas que lêem literatura fantástica tem que se acostumar é a doideira que esses autores inventam pra solucionar os mistérios ou explicar as mais diversas situações. No final desse livro você nota que Alyson Nöel não é diferente de todos os outros. Realmente ela tem uma imaginação muito fértil, mas achei que ela exagerou um pouco na solução que Ever encontrou pra que as coisas voltassem a ser como eram antes.  Acho que a coisa toda da alquimia já teria sido um bom final, mas vamos ver o que o próximo livro me reserva. To até com medo de começar a ler porque se esse já foi difícil pra ela, me baseando no final, o próximo vai ser bem pior.

comentário(s) pelo facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário