Frases Soltas

9 de outubro de 2017

Apenas Pensando...



Hoje me peguei pensando. Pensando de verdade sabe?

Nesse último mês pude contar nos dedos de uma mão quantas pessoas vieram falar comigo porque realmente queriam saber como eu estou, sem me pedir nada. 

Eu costumava relevar essa atitude de ser procurada somente quando precisam, porque eu me importo de verdade com essas pessoas, eu as amo, ajudo financeiramente, ajudo com trabalho, e quando me pedem, falo aquilo que elas precisam escutar, aquilo que ninguém tem coragem de falar, mesmo correndo o risco de ser mal interpretada.

Dou meu ombro, escuto os problemas, dou apoio, faço a pessoa a pensar sobre quem ela realmente quer ser, ajudo a encontrar uma forma de correr atrás e realizar seus sonhos, eu sempre fui uma incentivadora. 

Mas até que ponto é saudável você se doar tanto e não receber nada em troca?

Veja bem, quando eu digo receber algo em troca não estou me referindo á bens materiais ou á qualquer obrigação de retribuição de favor, quando eu digo receber em troca é sobre reciprocidade.

Sobre você se doar e saber que quando você precisar, aquela pessoa estará ali pra você, pra te ouvir, pra te dar um abraço, pra retribuir seu amor.

Identificar pessoas tóxicas não é fácil. Tomar uma atitude em relação a elas menos ainda. Hoje fiquei me perguntando até quando eu vou permitir que minha energia e meu amor, sejam explorados desse jeito. Fiquei me perguntando o que eu vou fazer sobre isso. Se eu terei coragem de tomar alguma atitude.

Sei que não estou sozinha nisso, então pergunto pra vocês, quantas pessoas realmente fazem parte da sua vida porque te amam e quantas fazem parte somente pelo que você pode proporcionar a elas?
Leia Mais ►

28 de setembro de 2017

No Detalhe #8 – Stephen King – Coração Assombrado – A Biografia (2017)



Confesso, mesmo estando afastada do blog e não postando tanto quanto eu gostaria, mesmo controlando mais a minha compulsão por compras, não resisti e comprei a Biografia do Stephen King, na nova edição comemorativa aos 70 anos do autor, publicada pela DarkSide Books.

Num primeiro momento estranhei a paleta de cores, achei muito colorido pra um autor que escreve terror e suspense, achei que não combinava. Mas depois que comecei a folhear, comecei a achar interessante.

Vim mostrar essa edição fantástica pra que vocês possam tirar as próprias conclusões!









Infelizmente não tenho a edição antiga pra comparar, mas essa edição já começa interessante, pois os capítulos são nomeados de acordo com nomes de obras publicadas pelo King.

Ele também possui extras, como uma lista em ordem cronológica de livros publicados no Brasil, indicação de sites sobre o autor, notas de referência e um índice que conta com termos e nomes de pessoas mencionadas na Biografia.









A única coisa de que eu senti falta foi um marcador combinando, achei que por ser uma edição comemorativa, deveria ter vindo. Infelizmente só veio o marcador de cetim, que é útil é claro, mas não causa tanta empolgação como a nova edição da Biografia do Tolkien, onde veio um mapa da Terra Média por exemplo, eles deveriam ter colocado algo assim na biografia do King também.

Fora esse detalhe, a edição está fantástica, compra que valeu a pena. Me conta aí nos comentários o que você achou! Em breve trarei resenha ;)
Leia Mais ►

10 de junho de 2017

Literatura – Minha Vida Fora dos Trilhos


Abeline é uma garota fora do comum, e no auge dos seus 12 anos ela já teve experiências de vida que poucas meninas de sua idade poderiam relatar.

Ela foi criada observando seu pai trabalhar na estrada de ferro e muitas vezes servindo como sua ajudante. Os dois eram muito unidos, e mesmo com as adversidades da vida itinerante que levavam, a garota sentia que ali era seu lugar.
Tudo corria bem até que a menina se machucou gravemente, correndo risco de morte por um corte feio em sua perna. Isso fez com que seu pai repensasse se aquela vida era mesmo a melhor pra ela, e decidiu enviá-la para passar o verão com amigos na cidade de Manifest.

O conhecimento de Abeline sobre Manifest se restringia apenas ao que seu pai lhe contava dos seus tempos de garoto, algumas aventuras com amigos, dias de pesca, mas nada realmente importante como a realidade do lugar e as pessoas que viviam ali, então, ela não sabia o que esperar.




A menina então decide pular do trem antes de chegar á cidade pra dar uma boa olhada no lugar antes que ele desse uma boa olhada nela, e o que ela vê não parece tão promissor. Levando somente os poucos bens que tinha, uma trouxa de roupa e sua bússola, presente de seu pai, a menina se depara com uma casa bem mal cuidada com uma placa de ferro escrita “Perdição” lhe dando as boas vindas. Esse lugar já faz com que a garota se sinta impressionada, afinal que tipo de pessoa viveria ali?

Quando a garota finalmente chega na casa de seu anfitrião, ela decide guardar seus poucos pertences em um esconderijo, e acaba encontrando debaixo de tábuas soltas do assoalho, alguns objetos que alguém já havia escondido ali.

Cartas, um anzol, uma chave e outros objetos estimulam a curiosidade de garota sobre quem era essa pessoa, e além de toda a mudança de vida que ela está tendo que lidar, ainda terá mistérios pra descobrir, muitos deles envolvendo dois garotos Jinnx e Ned, os correspondentes das cartas que ela encontrou.



Esse foi o primeiro livro publicado pela autora Clare Vandepool, também autora de Em Algum Lugar Nas Estrelas, e foi interessante perceber que nem sempre o estigma de primeiro livro escrito ser ruim é verdadeiro.

De leitura fácil e fluida, ele é um daqueles livros gostosinhos, que dá pra intercalar com leituras mais densas e difíceis. Um bom entretenimento, me lembrou muito os filmes de aventura da sessão da tarde, onde tem sempre um vilão misterioso e grandes aventuras de amigos.




Também foi interessante ver uma personagem feminina que foge dos estereótipos de heroínas. Abeline usa o cabelo tão curtinho que nem sabe mais qual é a cor dele, acostumada a uma vida mais simples, só possui um vestido, e tem atitudes mais condizentes com as de um menino da mesma idade do que com a de uma menina que está entrando na adolescência. Isso pra época em que a história é narrada (1918) não seria visto com bons olhos, pois as mulheres usavam vestidos e chapéus, e eram muito femininas e delicadas.

A história de Abeline é o foco principal, mas durante a leitura conhecemos um pouco do que foi a primeira guerra mundial do ponto de vista de um soldado, aprendemos como era o sistema de trabalho de alguns lugares da época, onde se trabalhava praticamente em troca de comida, vimos como era difícil a vida de negros e imigrantes e tivemos também um vislumbre da ku kux klan e seus atos hediondos, tudo narrado de forma leve, mas sem deixar de lado a importância de tais acontecimentos.

É uma história muito bonita, com um final de deixar os olhos cheios de lágrimas, e a edição da DarkSide Books dispensa qualquer comentário. Super recomendo se você estiver precisando de uma leitura leve ou sair da ressaca literária, que foi o meu caso :)

Boa leitura!


Leia Mais ►

11 de maio de 2017

Mais Ouvidas de Abril



The XX – Infinity

“I can't give it up, to someone elses touch, because I care too much”



The XX – Crystalised

“So don't think that I'm pushing you away, when you're the one that I've kept closes”




Dave Matthews Band - If Only

“if only I could have you, just the way I want to”


Rubel - Quando Bate Aquela Saudade

“Olha bem mulher, eu vou te ser sincero, eu to com uma vontade danada de te entregar todos beijos que eu não te dei”



5 a seco - pra você dar o nome

“Sempre que der, mande um sinal de vida de onde estiver dessa vez, qualquer coisa que faça eu pensar que você está bem”



Leia Mais ►